INTERCAIMABIKE NA VOLTA A PORTUGAL 2019

No passado dia 04 de Agosto 4 atletas do intercaimabike e 1 do NAC BIKE TEAM, Marcelo Almeida, rumaram em duas rodas até ao ponto mais alto de Portugal Continental, Torre, Serra da Estrela para ver e apoiar os ciclistas na chegada da 4ª etapa da volta a Portugal em bicicletas 2019.

A tirada iniciou-se em Vale de Cambra percorrendo de seguida as localidades de Currais, Arões, São João da Serra e Santa Cruz da Trapa. Aqui se fez a primeira paragem para o habitual cafezinho para os mais dorminhocos e alguma ingestão de sólidos de forma a manter o corpo bem nutrido. O pelotão foi de seguida reforçado por mais dois atletas do intercaimabike, um à paisana e outro de quatro rodas (a nossa carrinha de apoio) que se mantiverem sempre por perto caso houvesse necessidade de uma pronta intervenção.

O grupo seguiu compato e sereno na descida que se seguiu até S. Pedro de Sul, retemperando as forças para os 15 quilómetros de estrada com ligeira pendente positiva que se avizinhavam até Viseu. Depois da passagem por Viseu a tirada foi animada por algumas tentativas de fugas, com a cumplicidade da carrinha de apoio, que foram sendo anuladas paulatinamente pelo pelotão, que seguia sempre compacto.

Na localidade de Nelas fez-se uma reforço sólido mais consistente para começar a preparar a subida mais esperada do dia, a subida à Tore pelo lado de Seia. Bandulho atascado fez-se os primeiros quilómetros de forma tranquila na direcção de Seia. Uns bons quilómetros antes da chegada a Seia aconteceu uma fuga de dois atletas (mais uma vez na cumplicidade da carrinha) vingou e chegou isolada a Seia, a última paragem antes da Torre. Em Seia os atletas abasteceram bidões com água e cenas, os bolsos com barras energéticas, gomas e comida em papa para bebé.

O condutor da carrinha de apoio juntou-se aos restantes no inicio da subida à Torre dando um pouco de motivação e de roda aos colegas, que já notavam sinais de fadiga. A ascensão aos 1993 metros de altitude foram feitos em regime de roda livre, fazendo-se algumas paragens para reagrupamento do grupo, conferir os estragos provocados pela subida e sobretudo para hidratar uma vez que se fazia sentir muito calor, principalmente nas altitudes mais baixas. Depois da passagem pela lagoa comprida as inclinações suavizaram, facilitando a concretização do objectivo de chegar ao ponto mais alto de Portugal Continental que coincidia com a meta da etapa da volta a Portugal.

As forças foram retemperadas num espaço reservado da Volta a Portugal que a equipa Intercaimabike teve acesso graças à cortesia do nosso colega Jorge Camisão. Obrigado! Aproveito-se ainda para tirar umas fotografias junto das fãs antes da chegada dos corredores.

Permaneceu-se na Torre até à passagem dos corredores, confraternizando com colegas da modalidade e vibrando e apoiando os corredores aquando da sua passagem. Viria a ganhar num sprint nos metros finais o atleta do FC Porto João Rodrigues. Depois da festa foi tempo de experimentar a adrenalina da descida e esquecer os momentos dolorosos que nos fez passar com a sua subida. Contudo devido a problemas mecânicos numa das bicicletas, que partiu dois raios, a descida desde aldeia do Sabugueiro até Seia foi feita com cautela para não estragar a jornada.

Depois desta tirada os atletas do intercaimabike esperam marcar presença nos próximos meses com algumas aventuras em duas rodas. A próxima será já amanhã no monte farinha, Sra. Graça, para acompanhar mais uns chegada em alto da volta a Portugal!

Já sabes, aceitamos corajosos!